Problemática

Tempos, espaços e artefactos em educação

“Se ninguém me perguntar, eu sei o que é o tempo; se tiver que o explicar,  já não sei.”
(Santo Agostinho, citado por Gaston Mialaret)

Com a organização deste colóquio não pretendemos respostas prontas à questão central colocada pela citação de Santo Agostinho, na sua aplicação à área da educação. Há, no entanto, alguns aspetos que poderemos encarar e discutir, associados a diversas categorias do tempo educativo, aos processos da sua construção e às suas condicionantes. Entre estes, avultam como particularmente significativas as questões do(s) espaço(s) educativo(s) e dos recursos (sobretudo artefactos e materiais) da educação.

Já se sabe que o espaço e o tempo estão sempre ligados, representando dimensões da mesma realidade cósmica, e que isso também se verifica naturalmente na organização física e social da vida e da sociedade. Os espaços e os recursos físicos da educação são, eles mesmos, geradores de tempo(s) mais ou menos educativo(s) ou, no mínimo, veiculando diferentes ideias e posturas sobre a educação. Por outro lado, os sujeitos aprendentes, os grupos de estudantes jovens ou adultos e as organizações educativas carregam tempos próprios, colaborantes ou conflituais entre si e com o esperado.

Diversas áreas científicas têm muito a dizer sobre estas relações, e o mesmo se pode dizer das Ciências da Educação, que se fundam em modos específicos de as encarar.
Dedicamos o XXVI Colóquio da AFIRSE Portugal a discutir diversas dimensões desta temática, e damos especial destaque aos diferentes tempos da educação, à arquitetura e aos espaços educativos, aos recursos físicos e aos ambientes psicológicos e sociais e aos artefactos da educação. Valorizamos neste Colóquio certas dimensões da atividade educativa que têm estado mais ausentes dos nossos colóquios, como as atividades artísticas e lúdicas e voltamos a dar relevância aos tempos e espaços da educação não formal e informal.

Como habitualmente, o Colóquio organiza-se em conferências, mesas redondas, ateliers e simpósios e segundo os eixos temáticos seguintes:

Eixo 1- O tempo escolar, entre o organizado, o vivido e o sentido
Eixo 2 – A arquitetura e o ambiente físico escolar
Eixo 3 – Os tempos e os espaços educativos não formais e informais
Eixo 4 – Os recursos físicos e materiais em educação
Eixo 5 – Outros tempos e outros espaços educativos